Infância e início da adolescência

 

A bem-aventurada Maria Guadalupe nasceu em 23 de fevereiro de 1881 na localidade de Albal, a 9 quilômetros de Valência. No batismo, celebrado nos primeiros dias de vida, recebeu o nome de Maria. Foi a segunda filha de Francisco Ricart e de Maria Olmos. Ao primogênito deram o nome de José, e a seus irmãos menores, de Antônio e Filomena.

Em 1885 faleceu o pai, vítima de enfermidade, e a mãe, tida por todos como uma santa, enfrentou sozinha a tarefa de criar e educar no amor de Deus seus quatro filhos.Desde cedo, Maria assumiu responsabilidades no humilde lar, ajudando a mãe a cuidar dos irmãos menores e nas tarefas domésticas.

 Freqüentou o ensino fundamental no qual foram unanimemente reconhecidas suas capacidades intelectuais. Participou ativamente de alguns grupos paroquiais, mostrando grande entusiasmo como membro do coral no qual fez boas amizades. O fato mais significativo em nível espiritual foi sua Primeira Comunhão quando tinha 10 anos de idade. Isso representou para ela o início de uma relação intensa com Jesus Cristo e com o despertar de sua vocação. Desde então, a freqüência e o modo como participava da santa missa e da comunhão, chamavam a atenção de seus parentes e conhecidos, os quais perceberam inclusive mudanças no seu caráter: de efusivo que era, à medida que ela ia crescendo, foi-se transformando aos poucos em moderado, sem perder nunca a alegria e a jovialidade.